PARTICIPAR DA ESCOLA DE FORMAÇÃO DA CONTAG (ENFOC), FOI UM PRESENTE DE DEUS , PRA MIM FOI UM APRENDIZADO ÍMPAR, LÁ CONHECI UMA NOVA ESCOLA , UMA ESCOLA ONDE VIVENCIAMOS APRENDIZAGENS A PARTIR DA SUA ESSÊNCIA DO CHÃO QUE VOCÊ PISA, É O FAZER DE MUITAS MÃOS, É A CONSTRUÇÃO COLETIVA .A ESCOLA PRA MIM FOI E É MUITO IMPORTANTE, É O PULSAR DO MSTTR. VIVA A ENFOC!

REGIRLANE MARIA SILVA NASCIMENTO ALTOS/PI

em 2003 eu era secretaria de mulher do sttr de alvorada do Gurgueia muito preconceito pela parte do presidente na época fui convidada pra participar da enfoc estadual depois deste grande estudo entendi que nem um diretor era melhor de que o outro, me candidatei a presidente na eleição seguida ganhei por dois mandato , agradeço muito a enfoc por ter aberto os meus olhos pq desde então nimguem nunca mais me humilhou dentro do sindicato vamos continuar com essa formação assinado MARIA SORTENES DEODATO DOS SANTOS VICE PRESIDENTE DO STTR DE ALVORADA DO GURGUEIA-PI

maria sortenes deodato dos santos ALVORADA DO GURGUEIA/PI
É um espaço de reflexão sobre a prática sindical com perspectiva crítica, libertadora, continuada, multidisciplinar referenciada no Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS); na Política Nacional de Formação (PNF) e no Projeto Político Pedagógico (PPP). É articulado a uma estratégia de multiplicação criativa, que visa alcançar as organizações sindicais de base e fortalecer as lutas dos sujeitos do campo, da floresta e das águas.

CAMINHOS DA FORMAÇÃO

O ENAFOR é um encontro de formação política do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) que, desde 2005, vem sendo realizado para refletir e impulsionar seus processos formativos.
O 1o ENAFOR - Construindo uma Política Nacional de Formação objetivou inventariar, avaliar e refletir sobre as experiências formativas desenvolvidas até então, e a partir delas, formular as bases da Política Nacional de Formação (PNF), do Projeto Político Pedagógico (PPP) e propor estratégias de funcionamento da Escola Nacional de Formação da CONTAG (ENFOC). Nos debates “por que e para que uma escola” buscou-se entender quais eram as pretensões do MSTTR ao deliberar, durante o 9o Congresso, pela criação de uma escola própria da CONTAG. As reflexões transcorreram em torno dos objetivos, finalidades, público, e como a Escola deveria contribuir com o fortalecimento da ação sindical a partir da formação política de lideranças de base, dirigentes e assessores (as).
Tanto a PNF como o Projeto Político Pedagógico (PPP) assume a matriz da educação popular como teoria e prática educacional que tem como referencial político-pedagógico, a humanização e emancipação dos sujeitos do campo, desde sua posição de classe trabalhadora. A partir dessa concepção reflete a importância das lutas em favor da justiça social, questionando as teorias pedagógicas instrumentalistas, restritas à formação de competências, apresentadas pela visão neoliberal como única saída à educação da classe trabalhadora.
No dia 14 de agosto de 2006, a ENFOC foi inaugurada com a realização do 1o Curso de Formação Política (1a Turma) e desde então, tem atuado por meio de um itinerário formativo que contempla atividades em âmbito estadual, regional e nacional com atividades intermódulos nos municípios e comunidades, articuladas por tempos: escola e comunidade, através de uma estratégia de multiplicação criativa, que se efetiva com a organização de Grupos de Estudos Sindicais (GES) nas comunidades rurais, assentamentos e acampamentos da reforma agrária.
Pautando-se por “desenvolver processos formati- vos continuados numa perspectiva crítica, libertado- ra e transformadora”, consolidou-se uma estratégia que articula a formação política e a capacitação em temas específicos da agenda sindical em um mes- mo referencial pedagógico, construído em diálogo com os sujeitos - homens e mulheres do campo, das florestas e das águas de diferentes gerações.
Atenta às demandas e necessidades desses busca- se, na pluralidade de culturas e ideias, estimular leituras amplas sobre a vida no campo, suas dinâmicas e potencialidades em que se situa o contexto de lutas da classe trabalhadora.
Realizado em outubro de 2008, era preciso con- tinuar o debate e identificar como a formação es- tava chegando até a base e como as pessoas en- volvidas enxergavam e sentiam as experiências de formação. Este ENAFOR voltou-se a refletir sobre os referenciais políticos, pedagógicos e me- todológicos da PNF, partilhar vivências e contri- buir para reapropriação crítica das experiências formativas do MSTTR, conhecer e socializar os desdobramentos da estratégia ENFOC em todo o país e discutir como estava se dando a criação dos Grupos de Estudos Sindicais (GES). Afirmou os referencias políticos e pedagógicos e formu- lou ideia-forças problematizando-as na perspec- tiva da formação do MSTTR.
Realizado em 2011, contou com ampla represen- tação de lideranças e dirigentes de base e ganhou novos contornos com o dinamismo dos espaços de formação inspirados na prática dos educadores e educadoras populares, que atuando em Rede, passaram a realizar cursos de formação de base em vários lugares e participar do processo de or- ganização e realização do ENAFOR, criando es- paços favoráveis à partilha de suas experiências. A Rede assumiu, de fato, o seu papel de corres- ponsável, trazendo maturidade e ousadia ao pro- cesso coletivo.
E assim o ENAFOR foi dando vida a ENFOC e, esta por sua vez, foi resignificando o propósito do ENAFOR, compondo-se em espaço que embala sonhos, que aproxima as pessoas, que faz acon- tecer processos formativos coletivos e criativos que constroem novos e revolucionários saberes. Saberes da terra, saberes do povo corajoso e ávi- do de um novo tempo, de um novo mundo. Saberes de uma prática coletiva que fez brotar a Rede de Educadores e Educadoras Populares da ENFOC. Rede é “prática e estratégia de resistência, experiência num presente que traça o futuro, vontade materializada em ação, valorização do ser humano e afirmação de princípios de reciprocidade, complementaridade, inclusividade e solidariedade”. Afinal, atuar inspirados pela educação popular requer estar aberto à convivência com o diferente, pois cada processo é singular e cada educador e educadora é único, e é isto que faz com que os espaços formativos se tornem mais completo. Cada processo desenvolvido se complementa de novas descobertas e novos saberes. Os passos da ENFOC se fazem por muitos caminhos nutrindo um único sonho – o de construir um mundo mais humano, justo, includente e amoroso. Vivenciar tudo isso significa tornar visível nossas raízes, construir vínculos identitários com o que fazemos e desejamos ver transformado no mundo.
O 4o ENAFOR, em 2014, faz ecoar a pergunta “Formação de Base para quê?” reafirmando a formação de base como um dos mais nobres compromissos que podem garantir as transformações estruturais que o Brasil necessita. Uma formação que tem na educação popular, sua concepção e prática educativa transformadora e libertadora, assim como define a Política Nacional de Formação. Com o olhar para os processos de formação de base orientados pela agenda de compromissos do Encontro anterior, discutiu-se sobre o alcan- ce dos processos de formação junto à base e que mudanças tem promovido nas organizações sin- dicais. Debateu-se o tipo de formação capaz de contribuir com a elevação da consciência crítica e deu visibilidade à diversidade e amplitude de práticas articuladas às várias recriações estraté- gicas derivadas do processo formativo da ENFOC. Também foi elaborada uma agenda de compro- missos contemplando as várias frentes de atua- ção do MSTTR debatida no 5o ENAFOR.

Escola Nacional de Formação da CONTAG (ENFOC)

Lugar de Transformação Política

A Enfoc é uma escola de formação político sindical, constituída em 2006 para assumir a formação das lideranças do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais - MSTTR, contribuindo para que esse pense e repense, criticamente, os rumos da luta, a organização sindical, as práticas sindicais, o seu projeto político, articulado aos temas do cotidiano sindical, em uma perspectiva de valorização da pluralidade de idéias, a construção coletiva do conhecimento, a autocrítica, a troca de experiências e a partilha de saberes e fazeres.

A Enfoc tem desempenhado um papel central na formação político-pedagógico, com os princípios da Educação Popular.

As publicações da ENFOC são resultados da construção coletiva da Rede de Educadores e Educadoras Populares da ENFOC, a partir da estratégia de Sistematização de Experiências, uma prática pedagógica de construção coletiva do conhecimento referenciada na educação popular. A sistematização ocorre ao tempo que acontecem os processos formativos, o que permite aos educandos (as) refletirem sobre suas aprendizagens e sobre a estratégia da ENFOC.

Quem é a rede?

Download

La Piragua - CEAAL

Download

Jornal da CONTAG - Número 137 - Agosto de 2016

Download

GES - Semeando fazeres e saberes em comunidades rurais - Volume 2

Download

Veja mais publicações

PARTICIPAR DA ESCOLA DE FORMAÇÃO DA CONTAG (ENFOC), FOI UM PRESENTE DE DEUS , PRA MIM FOI UM APRENDIZADO ÍMPAR, LÁ CONHECI UMA NOVA ESCOLA , UMA ESCOLA ONDE VIVENCIAMOS APRENDIZAGENS A PARTIR DA SUA ESSÊNCIA DO CHÃO QUE VOCÊ PISA, É O FAZER DE MUITAS MÃOS, É A CONSTRUÇÃO COLETIVA .A ESCOLA PRA MIM FOI E É MUITO IMPORTANTE, É O PULSAR DO MSTTR. VIVA A ENFOC!

REGIRLANE MARIA SILVA NASCIMENTO ALTOS/PI

em 2003 eu era secretaria de mulher do sttr de alvorada do Gurgueia muito preconceito pela parte do presidente na época fui convidada pra participar da enfoc estadual depois deste grande estudo entendi que nem um diretor era melhor de que o outro, me candidatei a presidente na eleição seguida ganhei por dois mandato , agradeço muito a enfoc por ter aberto os meus olhos pq desde então nimguem nunca mais me humilhou dentro do sindicato vamos continuar com essa formação assinado MARIA SORTENES DEODATO DOS SANTOS VICE PRESIDENTE DO STTR DE ALVORADA DO GURGUEIA-PI

maria sortenes deodato dos santos ALVORADA DO GURGUEIA/PI

Conheci a ESCOLA em 2013, e ali, bem ali eu me (re)encontrei comigo mesmo. Em várias particularidades da minha vida, a ENFOC ressignificou muita coisa, e isso reflete no Ser Humano que sou, mas sobretudo o Educador Popular que me tornei. É uma complexidade falar do que a Escola representa pra mim. Mas em resumo a tudo isso, foi que eu escolhi a Escola Nacional de Formação da CONTAG, pra ser tema do meu TCC. Inspiração esta que busquei em um Amigo que também é fruto do Itinerário Formativo, e que traça diálogos sobre a Escola, meu querido Flávinho. Estou escrevendo sobre a mesma, e no primeiro semestre do próximo ano (2021), estarei apresentando essa produção a Banca, se DEUS permitir. Nas entrelinhas dessa produção, trago ao palpável, as experiências de Emancipação dos(as) Sujeitos (as) do Campo, das Florestas e das Águas por meio da Educação Popular.
Quando concluído, encaminherei um exemplar a Coordenação Nacional da Escola, para (re)inspirar pessoas.
#EnfocEuFaçoParte ❤

Marcinho Vasconcelos SANTANA DO ACARAÚ/CE
Clique aqui e deixe seu depoimento sobre a ENFOC

Menu Administrativo